Início do cabeçalho do portal da UFERSA

NEaD

Como ingressar nos cursos da modalidade à distância da Ufersa?

O aluno poderá ingressar nos cursos à distância através do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) ou da Plataforma Freire. A seleção não é realizada através do SISU, mas por meio de uma seleção específica divulgada pelo NEaD quando há disponibilidade de vagas.

Diploma EAD é válido?

Sim. O diploma obtido em curso superior a distância vale tanto quanto o presencial e pode ser usado para comprovar a escolaridade em situações como concursos públicos, busca de emprego e ingresso em pós-graduação. Os cursos à distância da UFERSA são reconhecidos pelo MEC e os diplomas têm validade em todo o território nacional.

É possível solicitar aproveitamento das disciplinas de um curso presencial para o EaD?

Sim. As disciplinas cursadas pelo aluno, com aprovação, em outras Instituições de Ensino Superior – IES, autorizadas ou reconhecidas pelo Conselho Nacional de Educação, poderão, eventualmente, ser aproveitadas na UFERSA. Para tanto, o aluno deve preencher um Requerimento de Aproveitamento de Disciplina, disponível no site, no qual deve ser entregue no polo aos tutores na ocasião dos encontros presenciais ou diretamente no NEaD-UFERSA até no máximo a transcorrência de 1/3 da carga horária do semestre, acompanhada do programa da disciplina e do histórico escolar da Instituição onde a disciplina foi cursada.

Posso fazer transferência de um curso presencial para EAD e vice-versa?

A transferência de alunos de outras instituições, nacionais ou estrangeiras para a UFERSA depende de Edital previamente estabelecido seguindo normas do Conselho de Pesquisa e Extensão (CONSEPE) e só poderá ser efetuada durante o período previsto no calendário acadêmico, observados os limites de vagas e condições regulamentares de cada curso, podendo ou não incluir os cursos à distância.

Como os alunos são avaliados?

A verificação de aprendizagem é registrada por meio de pontos computados cumulativamente em cada componente curricular. Em cada componente curricular, temos atividades presenciais e online. As avaliações presenciais compreendem 66,66% da média parcial e as atividades online, correspondem a 33,33% da média parcial. Serão consideradas avaliações presenciais: trabalhos individuais ou em grupo, seminários e provas realizadas durante os encontros presenciais. Serão consideradas atividades online: resolução e postagem de exercícios propostos no Ambiente Virtual de Aprendizagem – AVA, participação em fóruns, chats, videoconferências, etc. Os resultados das avaliações serão expressos em notas que variam de 0,0 a 10,0 (zero a dez), com uma casa decimal. Será aprovado na disciplina o aluno que obtiver Média Parcial (MP) igual ou maior que 7,0 (sete vírgula zero) ou Média Final (MF) igual ou maior que 5,0 (cinco vírgula zero). Será reprovado no componente o aluno que obtiver Média Parcial (MP) menor que 3,5 (três vírgula cinco) ou Média Final (MF) menor que 5,0 (cinco vírgula zero).

Como os cursos EAD avaliam a frequência dos alunos?

O fato de ser a distância pode dar a falsa impressão de que a frequência dos alunos não é monitorada. Pelo contrário. As atividades e aulas de um curso a distância têm seus acessos controlados. É possível saber quando e por quanto tempo cada aluno acessou o conteúdo, por quais páginas passou, os exercícios que completou e se participou ou não de uma aula. Além disso, pela lei, os cursos têm uma série de atividades presenciais, como a realização de provas, apresentação de trabalho final e aulas de laboratório (quando o currículo exigir).

Preciso saber informática para fazer um curso EAD?

O nível de conhecimento exigido de um aluno EaD é de nível “usuário”. Ou seja, para acessar o conteúdo, assistir às aulas e realizar as atividades propostas é necessário saber realizar tarefas simples no computador, tais como: ligar o equipamento, entrar na internet, digitar, usar o mouse e trabalhar com programas simples de edição de texto. No início do curso o aluno é oferecido um pequeno tutorial para aprender a acessar o sistema e navegar pelo ambiente virtual do curso. Além disso, o curso conta com a presença de tutores que auxiliam os alunos em caso de dificuldade. Quando o curso exige alguma habilidade específica, essa informação é oferecida no site ou na secretaria da faculdade.

No EaD o aluno estuda sozinho o tempo todo?

Não. Um dos mitos com relação ao ensino a distância é que o aluno fica isolado o tempo todo. Isso não é verdade. Apesar de contar com algumas atividades de auto-estudo, nas quais o aluno pode escolher seus horários para assistir a videoaulas, ler textos e realizar atividades online, os cursos superiores à distância têm uma série de momentos em que o estudante interage com os colegas, professores e tutores. Isso pode acontecer em Ambientes Virtuais de Aprendizagem, pela Internet, ou em encontros presenciais previstos no programa do curso.

Curso à distância é mais fácil do que presencial?

Não. A diferença entre os cursos de graduação presencial e a distância está na modalidade de ensino. Ou seja, os recursos pedagógicos, o tipo de atividade e as tecnologias empregadas no processo de ensino-aprendizagem. Se compararmos a mesma graduação, tanto na modalidade presencial como em EaD, o programa de disciplinas respeita as mesmas diretrizes curriculares e trata dos mesmos temas. Há pessoas que se adaptam melhor ao EaD e outras que preferem o ensino presencial. Porém, em nível de complexidade, os dois formatos de graduação são equivalentes.

27 de Abril de 2016. Visualizações: 2101. Última modificação: 01/02/2017 12:34:08